Melhores antibióticos para infecção gástrica e intestinal.

As infecções gástricas e intestinais, são facilmente tratáveis. As principais maneiras de contrair esse tipo de enfermidade é a ingestão de alimentos contaminados ou estragados, por bactérias, fungos, vírus ou alguma gente químico.



Esse tipo de infecção é bastante comum entre as crianças, pois elas estão sempre colocando as mãos e objetos na boca, principalmente brinquedos.

O que é infecção gástrica e intestinal?

A infecção do estômago ou do intestino é chamado de gastroenterite. Estas infecções, quando causadas por bactérias, infecta a mucosa do estômago ou do intestino. Às vezes, algumas bactérias, produzem toxinas, o que provoca sintomas tais como diarreia, náusea e vômitos. A maioria das infecções do estômago são causadas devido à água contaminada, alimentos, ou alimentos que não tenha sido bem preparados.

Causas e fatores de risco da infecção gástrica e intestinal.

Várias bactérias que causam gastroenterite incluem Salmonella, Staphylococcus, Shigella, Clostridium, Campylobacter jejuni, Yersinia, Vibrio cholerae e Escherichia coli. A infecção de bactérias é mais provável de ser realizado através do consumo de produtos lácteos, de carne, peixe e produtos de padaria. Colite pseudomembranosa é o agente causador de diarreia.

A principal causa de infecção intestinal é a ingestão de alimentos mal lavados ou mal conservados com presença de micro-organismos (bactérias, vírus), substâncias químicas ou tóxicas, que podem causar uma intoxicação alimentar, também conhecida como gastroenterocolite aguda.

Pessoas com sistema imunológico fraco, como pacientes com AIDS ou em tratamento para câncer, crianças, grávidas e idosos têm uma maior chance de terem infecção intestinal, pois têm o sistema imune mais fraco.

Além disso, pessoas que têm gastrite ou azia ou que usam medicamentos para controlar a acidez do estômago, como Omeprazol, têm maior risco de terem infecção intestinal, pois a acidez do estômago é reduzida, dificultando o combate de vírus e bactérias.

Sintomas da infecção gástrica e intestinal.

Os sintomas da infecção gástrica e intestinal surgem em até 72 horas após a ingestão de algum alimento contaminado e podem durar cerca de 4 dias, conforme o tipo de contaminação do alimento.

Os sintomas mais comuns são:

  • Vômito; antibiotico-infeccao-intestinal
  • Náusea;
  • Diarreia;
  • Inchaço;
  • Presença de sangue ou muco nas fezes;
  • Febre e calafrios;
  • Mal-estar e dor nos músculos;
  • Dor abdominal;
  • Cólica;
  • Sinais de desidratação;
  • Perda de apetite.

Como tratar uma infecção gástrica e intestinal.

Para cada agente causador da infecção existe um medicamento apropriado. O primeiro passo é saber qual é o tipo de infecção, gravidade e bactéria que estamos lidando.



As infecções bacterianas são tratáveis. O tratamento se baseia em antibióticos, antitérmicos quando há febre, analgésicos , para amenizar a dor e ingestão de muita água.

Para diagnosticar a infecção gástrica e intestinal.l o médico deverá solicitar exames como: hemograma, parasitológico de fezes, dentre outros, para assim decidir pelo tratamento mais indicado. A partir daí é escolhido um antibiótico mais adequado para tratar a infecção respiratória.

Outra coisa que influencia na escolha do antibiótico é a história de alergias e dos exames de laboratório que testam das bactérias que causam a infecção.

Após término do tratamento com antibióticos, o médico deve solicitar novos exames para assegurar que a infecção está curada.

Os antibióticos da família dos quinolonas são muitos usadas para tratar infecções de bactérias originárias do intestino, entre elas, diarreias e infecções intestinais, são eles:

  • Ciprofloxacina;
  • Enoxacina;
  • Levofloxacina;
  • Lomefloxacina;
  • Moxifloxacina;
  • Norfloxacina;
  • Ofloxacina.

Para complementar o tratamento uma dieta especial e a ingestão de bastante líquido é super importante, pelo menos 2 litros de água por dia para prevenir a desidratação e evitar determinados alimentos, dando prioridade a outros. Deve-se evitar o leite, por exemplo, pois pode agravar a diarreia.

A dieta deve ser leve, à base de alimentos cozidos e preparados na hora, sem conservantes e gorduras. Também é importante comer em pequenas quantidades (5 a 6 vezes ao dia) e evitar forçar comer quando há dificuldade em engolir.

Recomendamos que você veja isso

Você ou alguém da sua família tem diabetes? Não brinque com coisa séria! Veja como dominar e até curar sua diabetes e ter uma vida plena e saudável! Vale a pena conferir.

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!


Quer um Cartão de Crédito com limite de até R$: 1200,00 para comprar medicamentos e produtos de higiene podendo dividir em até 5x s/Juros?

Cartão de Crédito MasterCard Farmácias Pague Menos
Cartão de Crédito VISA Farmácias Pague Menos

 

3 Comentários

  1. Aguinaldo Oliveira says:

    O parágrafo que inicia com “Para diagnosticar (…)” está terminando com “infecção respiratória.” , possivelmente fora de contexto.

  2. Isadora says:

    Meu filho tá com vômito diarréia febre e não quer comer nada tá muito caidinho ao quer dar deitado o que eu faço pra poder ajudar ele se recuperar logo

  3. Cassio says:

    Esse site deveria ser banido da internet. Pesquisa the flox Report e outros sites falando dos riscos de floxacinos. O médico que destruiu minha vida deve ter lido esse site. Agora nem trabalhar consigo. Floxacino é para caso de vida e morte e olhe lá. Talvez seja.melhor morrer que cometer suicidou ou eutanásia.

Deixe um comentário